A ideia deste artigo é mostrar para você que é possível trabalhar como freela sem atrapalhar a sua vida de estudante. Sabemos que o mercado de trabalho está cada vez mais complicado e com mudanças bruscas. Foi-se o tempo em que um diploma universitário era garantia de ter um emprego no futuro. Por isso, uma carreira de freelancer pode ser bem interessante mesmo você sendo jovem e inexperiente.

Um emprego tradicional já não agrada a todos, principalmente a galera mais jovem. A ideia de uma multicarreira está cada vez mais forte e faz muito mais sentido para certos tipos de profissionais. Se você ainda é estudante e está indeciso quanto ao seu futuro, não se preocupe. Eu também passei por todos esses dilemas, inseguranças e estresses da vida de universitário. Confira agora 6 dicas para você se tornar estudante e freela ao mesmo tempo. Venha comigo e boa leitura!

O que é ser freela?

Freela é um nome bonito para o bom e velho “bico”. Sim, isso mesmo, pegar trabalhos, jobs e demandas para arrumar um din-din extra. Eu conheço uma galera que vive só disso e vive muito bem. É o trabalhador autônomo que faz o próprio horário. Essa é uma opção de carreira ou carreiras bem interessante para quem curte trabalhar com horários mais flexíveis.

Eu me interessei pelo mercado freelancer justamente por causa dessa flexibilidade. Hoje em dia, eu pego meus jobs de escrever textos pra web e posso, literalmente, trabalhar de qualquer lugar. Eu só preciso de um notebook e uma conexão com a internet. O legal de ser freela é que você pode conciliar com outras carreiras e projetos pessoais.

Vou te dar o meu exemplo para você entender melhor. Eu trabalho como servidor público, professor universitário, pesquisador e freela. É um ritmo de vida bem puxado, mas muito legal. Todos os dias, eu consigo aprender algo novo, conhecer estudantes desenrolados e fazer networking com a galera mais outlier. Isso é muito massa e você também pode se tornar um estudante que pega trabalhos de freelancer. Vamos às dicas.

1. Encontre brechas de tempo no seu dia

Essa dica vale para os seus dias, noites ou até mesmo madrugadas. A ideia é arrumar tempo livre para você conseguir se dedicar aos seus freelas e arrumar um dinheiro extra. Eu mesmo só me dedico aos jobs da Rock Content nos dias mais “calmos”. Quando eu tenho muitas reuniões ou aulas, eu deixo os freelas de lado e tento não ficar pegando demandas urgentes no meu trabalho no Ministério da Defesa (MD).

Tudo isso é Gestão do Tempo e pode te ajudar muito durante e depois da faculdade. Em geral, eu acabo saindo mais tarde do expediente para conseguir tocar meus projetos de pesquisa e freelas. A vantagem de sair mais tarde do trabalho é que você consegue se concentrar melhor e não precisa aturar gente chata. O pessoal aqui do MD fala que eu cuido dos fantasmas (rs).

2. Aprenda a dizer não e ligue o f######

Isso mesmo. Se você quer ter várias carreiras e fazer coisas legais, você precisa aprender a dizer não. Escute o seu professor: bonzinho só se ferra. Tentar agradar todo mundo é o caminho certo para se estressar e atrair gente folgada. Não seja bobo, vai fazer seus freelas e estudar que é mais jogo.

O problema é que muita gente não curte ouvir não como resposta, principalmente parentes, familiares e colegas folgados. Aí só tem uma solução: ligue o botão do foda-se e seja feliz. Você é um estudante antifrágil e não precisa aturar vitimismos, chantagens emocionais e mimimis. Quanto mais cedo você aprender a dizer não educadamente, menos você vai se estressar no futuro.

botão do foda-se
Aprenda a dizer não e ligue o f######!

3. Pare de perder tempo com bobagens

Essa dica aqui pode ser meio complicada de executar, mas vale muito a pena no longo prazo. Ficar o dia todo vendo fotos no Insta, vídeos no YouTube ou assistindo putaria não vai te levar a lugar nenhum. Disciplina e hardworking, meu amigo. Ninguém arruma um emprego foda, uma carreira massa e oportunidades top sem suar e ralar bastante. Não seja bobinho de ficar acreditando na sorte.

Só tem sorte quem se dedica, trabalha e estuda MUITO. É por isso que você vê muito workaholic se dando super bem e muito geniozinho preguiçoso se dando mal, sem um centavo no bolso e “deprimido”. Então, quando você estiver ocioso, vai ler um livro, ouvir um audiobook ou procurar uns freelas na internet. Tem muito site legal por aí, é só você fuçar um pouquinho!

4. Afaste-se de pessoas idiotas, chatas, toscas e qualquer outra coisa do tipo

Aqui é uma dica de Inteligência Relacional que muita gente não dá valor. Os lugares que você frequenta e as pessoas com quem você se relaciona fazem muita diferença na sua carreira e na sua vida. Pode parecer babaquice mas pessoas idiotas, chatas, toscas e acomodadas são tóxicas e podem acabar com o seu mindset de estudante e freela. Afaste-se dessa galera.

Eu dou o meu exemplo. Quando eu era mais novo, eu tinha muitos “amigos” que só queriam saber de farra e boteco. Resultado, eu também só queria saber de farra e boteco e perdi muitos anos da minha vida com pessoas que nunca me acrescentaram porra nenhuma. Você não precisa cometer o mesmo erro que eu, não é mesmo?

5. Descubra quais horários você rende mais

Bom, eu curto muito acordar cedo e rendo pra caramba de manhã. Uma coisa que eu faço bastante é finalizar meus freelas o mais cedo possível para ficar com o resto do dia mais folgado e com tempo livre. O negócio é você descobrir em qual horário você rende mais.

Tem gente que morre de sono depois do almoço, tem a galera zumbi que curte varar a noite, tem o pessoal que acorda cedo mas fica parecendo um retardado até acordar de verdade… Isso varia muito de pessoa para pessoa. Café, chocolate e energético podem te ajudar muito, ainda mais naquelas semanas de provas e final de semestre.

energético
Um energético pode te ajudar muito!

6. Não tente abraçar o mundo

Fazer um monte de coisas sem sentido ao mesmo tempo não é sinônimo de produtividade e sim de desorganização e falta de foco. O legal é você encontrar áreas de conhecimento que conversam entre si e saber aproveitar as brechas. Isso é escalabilidade e pode te tornar um cara diferenciado mesmo antes de se formar. Vou te dar uns exemplos para você entender melhor.

Eu sou formado em Ciência da Computação, trabalho com Auditoria Interna, participo de grupos de pesquisa em Governança de TI e pego muitos freelas para escrever textos sobre Administração, Modelos de Negócios, Gig Economy, Inovação e Transformação Digital. Todas essas áreas que eu falei conversam entre si e isso facilita muito todas as minhas demandas. Não tente abraçar o mundo, seja esperto, focado e estratégico.

Muito bem, essas são as 6 dicas para você conseguir ser um estudante e freela ao mesmo tempo. Dá uma trabalheira da porra, mas vale muito a pena (rs). Os seus dias passam voando e sempre cheios de novidades. O bizú é aplicar essas dicas aos poucos e se acostumar ao longo do tempo. Ninguém consegue uma vida legal da da noite para o dia, não é mesmo? Você pode me seguir no Insta para ter acesso a mais conteúdos bacanas e de graça. Se você gostou deste artigo, compartilhe com os seus amigos e ajude mais pessoas.

Pedro Londe

Pedro Londe

Um brasileiro apaixonado por tecnologia e inovação que adora questionar os padrões impostos pela nossa sociedade. Gosto de escrever sobre assuntos complexos e quero que você enxergue nos estudos uma forma de evoluir na sua vida.

Deixe uma resposta

Wow look at this!

This is an optional, highly
customizable off canvas area.

About Salient

The Castle
Unit 345
2500 Castle Dr
Manhattan, NY

T: +216 (0)40 3629 4753
E: hello@themenectar.com

Fique por dentro das melhores novidades sobre tecnologia e inovação

Receba conteúdos inéditos no seu email